Bactéria KPC super-resistente – Sintomas, Prevenção

Bactéria KPC super-resistente - Sintomas, Prevenção</ins>

Em diversos hospitais de alguns estados brasileiros e do Distrito Federal, uma preocupação comum atormenta os profissionais de saúde que tentam adotar medidas para diminuir o número de infecções causadas por uma bactéria super resistente à à maioria dos antibióticos que pode até levar a morte. A KPC – Klebsiella pneumoniae carbapenemase, denominação da bactéria que se tornou resistente aos antibióticos, foi responsável pela morte de 18 pessoas no Distrito Federal, além de 108 casos graves de infecção em hospitais públicos e particulares da região.

Informações recentes afirmam que ainda não há casos da bactéria nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, o que já representa um grande alívio, pois aí estão concentrados os maiores e mais procurados hospitais do país. Em Minas Gerais, a Secretaria da Saúde enviou comunicado alertando a todos os profissionais da saúde sobre a existência do risco de contaminação e medidas que devem ser adotadas para prevenção da KPC.

Em diversos países, a disseminação de superbactérias do tipo da KPC tem despertado a atenção da comunidade médica internacional, uma vez que após a propagação do gene NDM-1, microorganismo se tornaram resistentes a certos medicamentos, por isso é tão difícil combatê-las. No caso da KPC, a situação se torna ainda mais perigosa devido ao local em que a mesma se propaga, que é principalmente dentro dos hospitais onde o meio de contaminação é ainda mais propício e facilitador. Além disso, a maioria dos pacientes internados encontram-se debilitados e sem defesas, o que representa uma porta de entrada para diversos tipos de bactérias.

Algumas medidas de prevenção à bactéria KPC estão sendo divulgadas em hospitais de todas as regiões, entre elas: identificar precocemente o paciente com infecção, medidas de isolamento de contato até a alta do paciente, quarto privativo quando possível, ou quarto com paciente que apresenta infecção pelo mesmo micro-organismo, higienização constante das mãos, uso de luvas e avental, limpeza e assepsia de superfícies, equipamentos e artigos e visitas restritas para os pacientes infectados.

Sintomas da KPC bactéria – Infecção Hospitalar

Segundo site do Dr. Drauzio Varella , os sintomas da KPC, bactéria super-resistente, são os mesmos de qualquer outra infecção: febre, prostração, dores no corpo, especialmente na bexiga, quando a infecção atinge o trato urinário, e tosse nos episódios de pneumonia.

21/10/2010, em Saúde

Comentário

Copyright © 2008 - 2014 — Resumo do Dia | Layout by Resumo do Dia