Memória Fraca: Dicas para melhorar

Memória Fraca/dicas

A vida sedentária com excesso de preocupações e insatisfações, bem com uma dieta deficiente, favorecem a perda de memória, parte da população queixa-se de memória fraca.

Fatores que podem causar perda total ou parcial da memória:

*Concussão (traumatismo do cérebro)

*Alcoolismo crônico

*Drogas e Medicamentos

*Tumor cerebral

*Encefalite (inflamações agudas no cérebro)

A diminuição da memória que ocorre na 3ª idade, na grande maioria das vezes, é absolutamente benigna, mas freqüentemente angustia o idoso, que tem dificuldade de aceitá-la como um fato normal.

Como melhorar a sua memória:

Primeiro,alimente-se bem, invista em alimentos antioxidantes. Eles são fundamentais para a conservação da memória. Deve-se evitar excessos e entender que uma boa alimentação é a bem balanceada entre proteínas, gorduras e açúcar, sendo rica em vitaminas, importantes para o metabolismo dos neurotransmissores envolvidos no processo da memória.

A água é muito importante, devendo se ter cuidado em manter-se a hidratação.

Vitamina B12: encontrada em frutos do mar, algas, laticínios, grãos germinados, lêvedo e alface. Vitamina B15: amêndoa do damasco, arroz, grãos germinados e lêvedo. Vitamina C: limão, laranja, cenoura, pimenta vermelha. Colina: gema de ovo, espinafre cru, soja germinada, lêvedo, nozes. Selênio: lêvedo, ovo, alho, cebola. Zinco: frutos do mar, laticínios, gérmen de trigo, lêvedo, maxixe.

Segundo; exercícios físicos são muito importantes já que melhoram a capacidade respiratória e, conseqüentemente, o fluxo sangüíneo no cérebro.

Terceiro, reserve alguns minutos do dia para meditar. Meditação melhora a memória, a concentração, a percepção, a agilidade motora e reduz o estresse.

Quarto, exercite-se com jogos mentais como palavras cruzadas, xadrez e leituras diversificadas que estimulam a capacidade mental e combatem a falta de memória.

Quinto, terapia. Não insista em relembrar os fatos traumáticos, eles geram muito sofrimento e se manifestam em outras circunstâncias aparentemente sem importância.

Não existem medicamentos específicos para o tratamento da perda da memória.

Há quem diga que as inúmeras medicações existentes no comércio que prometem combater a perda de memória ou ativar o metabolismo cerebral são placebos, sem qualquer ação objetiva sobre a memória e em geral são constituídas por vitaminas.

A Gingko Biloba é a droga hoje em dia mais utilizada numa tentativa de diminuir a perda da memória ou mesmo regredir um quadro já instalado.

É conhecida há centenas de anos e, segundo os estudiosos da mesma, apresenta ampla gama de efeitos, atuando em problemas cardiovasculares, neurológicos e metabólicos.

Ela é extraída de folhas de uma árvore muito comum na Europa e nos Estados Unidos, sendo muito popular na Alemanha.

Tem sido utilizada nas fases iniciais da Doença de Alzheimer, no combate aos problemas cognitivos próprios da doença, melhorando o comportamento.

Esses resultados ainda são muito questionados, gerando controvérsias. O correto é apostar nos hábitos alimentares mais saudáveis e , para melhorar a memória é também não esquecer de exercitá-la.

24/08/2009, em Saúde

2 Comentários

  • ernesto dos santos lisboa
    02/04/2010 at 9:27 pm

    o que tenho a dizer e que sou, muito esquecido, tenho apenas 49 anos,passei por uma cirugia de retirada de um cancer, passando pela segunda cirugia para reconstruçào de transito (neolplasia de reto ,ou seja cancer de reto.

  • claudia de olliveira morais
    02/05/2010 at 1:25 am

    tenho 21 anos e sou muito esquecida e tenho medo de um dia perder totalmente a memoria

Comentário

Copyright © 2008 - 2014 — Resumo do Dia | Layout by Resumo do Dia