TIC Nervoso tem cura – Tratamento

tic nervoso

Os TICs nervosos são mais comuns do que imaginamos, pesquisas realizadas entre a população mostram que piscar os olhos demasiadamente, roer as unhas, estalar os dedos, levantar as sobrancelhas ou pigarrear várias vezes em um minuto, são queixas freqüentes entre as pessoas. Algumas manifestações são percebidas apenas quando o indivíduo está sob pressão, diante de alguma situação embaraçosa ou quando está com medo. Todos esses sinais caracterizam o TIC nervoso, alteração comportamental que tem cura através de tratamentos não medicamentosos.

Entre as causas mais comuns dos TICs estão: ansiedade, stress, preocupação e a depressão, entretanto, mais recentemente, muitos psicólogos e médicos especializados afirmam que, esses movimentos involuntários podem ter causa interna, intrínsecas ao indivíduo. Sendo assim, apenas a mudança de hábitos e de estilo de vida, não traria resultados positivos em alguns casos.

Para os especialistas, o TIC nervoso é vivenciado como algo irresistível para os pacientes e que precisa ser manifestado, algumas vezes os movimentos se tornaram um hábito da pessoa e a mesma nem sabe quando está fazendo. Situações que aumentam a ansiedade e despertam o medo ou a vergonha, pioram os TICs e o contrário, situações prazerosas e que deixam a pessoa mais relaxada, melhoram o quadro significativamente.

Quando apresentados desde a infância, a apresentação repentina, dominante, involuntária e a intervalos irregulares, de movimentos simples,podem desaparecer com o tempo ou quando as crianças liberam suas tensões, mas em alguns casos podem persistir por toda a vida, merecendo assim atenção especial, pois os TICs causam constrangimentos para a pessoa que manifesta, com chances de resultar em traumas que prejudicarão o crescimento e o desenvolvimento social daquela criança.

O tratamento ideal para Tic Nervoso varia de acordo com cada pessoa, sendo o diagnóstico indispensável para a cura dos TICs nervosos. A dica é procurar ajuda de um psicólogo para que o mesmo, através de conversas, possa identificar as verdadeiras causas dessas alterações comportamentais.

15/07/2010, em Saúde

Um Comentário

Comentário

Copyright © 2008 - 2014 — Resumo do Dia | Layout by Resumo do Dia